• data/hora
  • 22/08/2017
  • 10:09:09

Audiência Pública expõe dados do 1º Quadrimestre de 2017

POSTADO POR: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
31/05/2017

Na última terça-feira (30), foi realizada no Plenário da Câmara Municipal a Audiência Pública para a Prestação de Contas da Câmara e da Prefeitura, referente ao 1º Quadrimestre de 2017. A reunião foi conduzida pela contadora do Legislativo, Ângela Maria Marques Santos, e pelo Controlador-Geral do Município, Nixon Richard Gomes da Costa.

Nixon explicou que, em um momento de grave crise, "a Administração Municipal Pública é forçada a se reinventar, todos os dias, cortando despesas para readequar às receitas, que têm registrado queda", disse. De acordo com o Controlador-Geral, de janeiro a abril de 2017, foi arrecadada 25,73% da receita projetada para o ano - de R$ 174.118.115,00 -, totalizando R$ 44.800.017,35. Os valores apresentam variação de -14,44% na comparação com o mesmo período do ano passado. A explicação, segundo Nixon, reside no fato de que todos os tributos, excetuando o IPVA, registraram queda média de 18,96% no comparativo com o primeiro quadrimestre de 2016.

Os decréscimos mais representativos foram do IPTU (dado o fato de que o tributo começou a ser cobrado recentemente), o ITBI e o ISSQN - cujos valores revelam o clima morno das transações de compra e venda do setor imobiliário, como apontou o Chefe da Divisão de Fiscalização Tributária, Gerton Rodrigues. A expectativa é que os números do IPTU melhorem sobremaneira a situação. "Esperamos atingir uma arrecadação recorde esse ano", acrescentou Rodrigues.

Passando à apresentação das despesa, Nixon salientou a responsabilidade da Prefeitura em não gastar além do que possui. Se a arrecadação no período girou em torno de R$ 44,8 milhões, o valor despendido foi de cerca de R$ 34 milhões - 75,91% do total.

Questionados sobre o que tem sido feito pela Administração para enxugar a máquina pública, Nixon e o Secretário Municipal de Administração, Diego Sanches, trouxeram dados que revelam esforços em reduzir o número de cargos de confiança. No comparativo entre fevereiro de 2016 e 2017, foram extintos 88 cargos. No recorte de março dos mesmos anos, o número de cargos extintos subiu para 283.

Apesar da redução de pessoal, houve um acréscimo de despesas devido à quitação de parte dos direitos dos servidores municipais, como férias e, no caso dos servidores exonerados, rescisões contratuais que não foram feitas no ano anterior. "Dar aos servidores o que lhes é de direito é um compromisso assumido pela Prefeitura", frisou o Controlador-Geral.

Nixon apresentou ainda a relação de investimentos do Executivo Municipal no 1º Quadrimestre de 2017 nas áreas de Segurança Pública, Assistência Social, Cultura, Saneamento e Desporto e Lazer, estabelecendo um comparativo com os valores liquidados no período analisado no ano anterior. Apesar da crise, houve acréscimo em todas elas, com destaque para a área de Desporto e Lazer, que contou com um investimento 212,28% superior ao mesmo período do exercício anterior.

As aplicações em Educação e Saúde foram além do mínimo exigido por Lei. No período analisado, foi liquidado 26,63% do orçamento municipal em Educação (cujo percentual mínimo é de 25%) e 26,85% em Saúde (sendo o percentual mínimo de 15%).

As audiências públicas com a finalidade de publicizar os dados financeiros da Administração Municipal são realizadas desde 2000, em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal, que objetiva, dentre outras coisas, dar transparência às informações de interesse público.

Solução

Para contornar a crise, medidas têm sido tomadas pela atual Administração. A intenção é aumentar a arrecadação também por meio da redução de despesas. Desde o início do ano, a Secretaria Municipal de Administração tem cortado ou renegociado contratos. "É um trabalho árduo, de conscientização das empresas sobre a atual conjuntura econômica do país", disse o responsável pelos contratos da Prefeitura, o Chefe de Divisão Thomás Lafetá.

Empresas interessadas em fornecer itens ou serviços ao Município têm recebido orientações da Administração, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), sobre as regras inerentes a processos Licitatórios. A ideia é ampliar ao máximo a concorrência, objetivando preços de mercado.

















ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura reúne organizadores das festas religiosas

O Secretário Municipal de Cultura, Daniel Costa, e o Coordenador das Festas de Nossa Senhora do Rosário e Folias de Reis de Pedro Leopoldo, Mayron César, se reuniram na noite de ontem com os organizadores das festas religiosas que têm mobilizado as Guardas de Congo aos finais de semana na cidade. A intenção do encontro foi saber qual o grau de satisfação com o apoio dado pela Prefeitura. Os organizadores agradeceram à Administração municipal e detalharam que as festas de Lagoa de Santo Antônio e Dom Camilo foram um sucesso e registraram grande público.

Autoridades vão ao DEER-MG e Trevo da Morte será alvo de estudos nos próximos dias

O Prefeito Cristiano Marião, o Vice-Prefeito Salim Salema, os prefeitos de Matozinhos, Prudente de Morais e Capim Branco - Antônio Divino, José Roberto e Elmo de Mozart - e vereadores de Pedro Leopoldo se reuniram na manhã desta quinta-feira (10) com o Diretor-Geral do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG), Djaniro da Silva.

Prefeitura reduz gastos para superar a crise

Diante da necessidade de proporcionar a melhoria dos serviços e vivendo um dos mais delicados momentos econômicos da história recente, a Prefeitura promove, desde o início do ano, reuniões junto a seus fornecedores objetivando reduzir gastos por meio da renegociação dos contratos vigentes. "Estamos chamando as empresas que prestam serviços ou itens à Prefeitura e renegociando os valores. Temos sinalizado até mesmo a possibilidade de rescisão contratual caso a redução não seja possível", explicou o Prefeito Cristiano Marião.

TRANSPARÊNCIA

MAIS INFORMAÇÕES DA PREFEITURA

Receba novidades da Prefeitura

Prefeitura nas Redes Sociais

Prefeitura Municipal de Pedro Leopoldo